as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

eu vim de longe. o que eu andei p’ra aqui chegar.

leave a comment »

Dá-me a sensação, ao olhar para trás, para o curto passado que carrego sem dores nas costas, que faço um caminho sem me aperceber. Não por falta de motivação ou de visão, mas antes por uma necessidade de andar para lá chegar. O espanhol António Machado dizia, ao caminhante, que não há caminho — avisava, sim, que “se hace camino al andar”. Mas, ao pensar em tudo isto, acabo sempre é por esquecer a poesia e lembrar-me deste anúncio da Guiness que proclama que as coisas boas vêm de encontro aos que sabem esperar.

[ Vídeo: “Good things come to those who wait.”, por Guiness ]

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

01/03/2011 às 09:43

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s