as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

estado de negação de um ponto sem retorno.

leave a comment »

Não há flores que cheguem para sepultar o tempo que já queimei.

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

23/01/2010 às 15:21

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s