as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

o cinema nun’álvares já despertou.

with 3 comments

[ post publicado, originalmente, no blogue do despertar o sótão e relativo ao Cinema Nun’Álvares — o local do próximo evento. ]

Graças ao portuense Aurélio Paz dos Reis, realizador do primeiro filme em Portugal, a cidade do Porto ganhou o epíteto de “berço do cinema português. “A Saída do Pessoal Operário da Fábrica Confiança”, réplica do primeiro filme da história do cinema (dos irmãos Lumiére), foi projectado no Teatro do Príncipe Real (mais tarde baptizado de Teatro Sá da Bandeira), corria o ano de 1896. O Jardim da Cordoaria alberga, em 1906, a primeira sala de cinema da cidade, com o pomposo nome de salão “High-Life”…

Mais de um século volvido, e apesar de ainda dispormos da companhia do maior realizador português da história, Manoel Oliveira, o actual panorama cinematográfico não faz jus aos pergaminhos históricos da cidade. A desertificação do Porto, associada a um certo deslumbramento tecno-consumista que foi crescendo na sociedade moderna, ditou o abandono das históricas salas de cinema. Inaugurado em 1949, o Cinema Nun’Álvares (localizado na Rua Guerra Junqueiro), foi o último de uma série de espaços (Pedro Cem, Foco, Charlot, Cinema Batalha, Trindade, Terço, Passos Manuel entre outros) a fechar as portas. A ausência de público e a acumulação de dívidas foram fatais para o Cinema Nun’Álvares, restringindo a escolha de sala de cinema, dos portuenses, a um dos ditos multiplexes da cidade e arredores.

Cinema Nun'Álvares

Cinema Nun'Álvares

Desde esse fatídico mês de Janeiro de 2006, muito foi dito e escrito sobre as já existentes dificuldades económicas da região e a inexistência de uma política cultural coerente, quer a nível local como a nível nacional, de apoio às artes. Mas, eis que a aurora se anuncia, graças a um corajoso grupo de empreendedores que acredita na viabilidade económico-social de algo tão “antiquado” como uma verdadeira: Sala de Cinema. O Cinema Nun’Álvares reabriu, em Dezembro último, com a estreia de “Avatar”, dotado de um dos melhores sistemas de projecção digital a nível nacional. Renasce assim a esperança de uma nova era, na projecção de cinema no Porto, num espaço com: óptima localização (perto da Rotunda da Boavista), boas condições (projecção, climatização e larga lotação) e tratamento afável por parte dos responsáveis.

Só falta a adesão dos portuenses… Ou talvez já nem isso falte!

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

16/01/2010 às 08:14

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Não fazia ideia que tinha reaberto; sequer que havia projecto para tal.
    Há boas notícias, de vez em quando!

    cristina

    16/01/2010 at 15:36

  2. […] mais de um ano depois de se ter escrito que o Cinema Nun’Álvares reabria, esta sala volta a fechar as portas ao público. Para já, […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s