as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

um vídeo por dia, nem sabe o bem que lhe fazia. #13

leave a comment »

Em plena véspera de comemorações do nascimento de cristo — porque quer queiramos, quer não, este é o motivo de existir Natal —, nada melhor que, com o vagar destes dias, assistir (ou rever) esta mini-série levada a cabo por um grupo de adolescentes religiosos do Clube T.

No Clube T chamam a estes dois vídeos, que aqui vos convido a assistir, as duas partes de uma curta-metragem. Eu, triste por termos tão poucas mini-séries em Portugal — e perante os twists inesperados de uma história cujo argumento tem, à partida, todas as premissas para falhar —, prefiro chamar-lhe “a” mini-série religiosa  em dois episódios. A mesma mini-série que Portugal nunca sentiu falta até a ter visto.

O que têm em comum um jovem-pobre-de-rabo-de-cavalo-que-joga-ténis-apesar-de-ser-mesmo-pobre com uns hip-hopers-que-amam-jesus? E, como é possível, no meio de tudo isso, introduzir a rapariga-que-anda-montada-na-estrelinha-e-que-convida-qualquer-um-para-a-sua-festa-de-anos?

Tudo isso, e muito mais, pode ser descoberto em “Amor Maior”. A mini-série inesquecível para quem a vê.

“Drop the beat!”. Yah.

[ Vídeo: “Amor Maior (Parte I)”, por Clube T ]

[ Vídeo: “Amor Maior (Parte II)”, por Clube T ]

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

24/12/2009 às 11:51

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s