as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

um vídeo por dia, nem sabe o bem que lhe fazia. #05

leave a comment »

Em ambiente de eleições e, neste contexto, embrulhados nas mais variadas gaffes políticas, acredito que valerá a pena desenterrar aquela que é, para mim, o peso-pesado das gaffes. O Ferrero Rocher das misturas partidárias. O James Martin’s Whisky dos perdigotos trocados entre políticos. O Zippo das acendalhas atiradas entre trincheiras políticas. Em suma, uma maravilha de breves segundos que reúne frases marcantes como “e é feio, não é bonito” até “ainda para mais…”.

[ Vídeo: “E é feio, não é bonito”, por Mário Soares ]

Este vídeo reúne e resume, provavelmente, os principais motivos para, presentemente, termos o Prof. Aníbal Cavaco Silva como alto representante da nossa república democrática. Há aqui uma confusão patológica que, em determinados momentos, até chega a ser ternurenta.

E é por momentos como este — a par do Zé Pedro, Paulo Gonzo e D’zrt (aqui) — que vale a pena ter vivido neste início de século.

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

17/09/2009 às 23:00

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s