as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

o rock tem pronúncia do norte e soa a portunhol.

with 2 comments

No âmbito de Gaia como Capital da Cultura do Eixo Atlântico, em 2009, nasce o festival Eixo Rock. Este festival junta Galiza e Norte de Portugal em duas noites de espectáculos gratuitos que decorrem na Alameda do Senhor da Pedra, em Miramar, Vila Nova de Gaia.

Cartaz de promoção do festival Eixo Rock.

Cartaz de promoção do festival "Eixo Rock".

Duas noites com início pelas 21 horas e que são carregadas de espectáculos e de experiências sonoras que ultrapassam, largamente e bem, o rock.

Hoje, 14 de Agosto, a noite conta com abertura dos galegos Cornelius cantam em Inglês e passeiam-se, alegremente, do rock mais funk até ao hard rock. Seguem-se os Skeezos, uma banda jovem que tem vencido, principalmente no Porto, vários concursos e assumindo-se como uma banda revelação para breve. Posteriormente, e ainda nesta noite, os galegos Kogito aquecem com ska o ambiente para receber os Trabalhadores do Comércio. Sobre estes, e sobre os recentes discos, tudo de positivo a apontar. Por este motivo recomendo, seriamente, que experimentem o profissionalismo combinado com boa disposição que em palco os Trabalhadores costumam produzir.

Videoclip “Cordabida” dos Trabalhadores do Comércio

[ Vídeo: “Cordabida”, por Trabalhadores do Comércio ]

No noite de 15 de Agosto outras 4 bandas sobem ao palco, no Senhor da Pedra. Os, tal como os Skeezos, banda-revelação Zebra antecedem aquele que é, para mim, a verdadeira banda-revelação deste festival: The Bombazines, a banda de que já se escreveu por aqui. O metal marca presença através dos galegos Aphonnic, e o último concerto desta primeira edição deste festival fica a cargo dos badalados e inventivos X-Wife. a banda pop-rock-electrónico de João Vieira (o mesmo que veste, tantas vezes, o seu dj kitten).

[ Vídeo: “Heart of the world”, por X-Wife ]

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

14/08/2009 às 11:05

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Grande iniciativa! Só fui dia 14 (infelizmente) e digo: Trabalhadores tão como o vinho do Porto, cada vez melhores, os Kogito são uma alegria, os Skeezos são de facto uma grande banda pro futuro cm dizes, mt bons e explodem no palco (ainda me deram um baqueta e uma roadhouse blues brutal), e os Cornelius justificaram a vinda, tocam muito, e akela versão da Immigrant Song no fim foi top!

    Paulo

    17/08/2009 at 10:12

    • Obrigado pelo comentário, Paulo.

      Os Trabalhadores do Comércio vi-os, ano passado, em duas diferentes oportunidades. E foi com um enorme entusiasmo que percebi o retorno destes à música, sem perderem o som e a identidade característica de há 20 anos atrás. (Confrontar com o retorno dos Taxi para perceber que nem sempre é simples!) Porém, com grande pena não consegui ir no dia 14.

      Quanto a dia 15, sobrou apenas um bom (mas curto) concerto dos The Bombazines e apesar da indevida atenção prestada aos X-Wife, esses soavam em excelente forma electro-pop.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s