as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

assim, um bocado, como acontecia na 4ª classe.

with 4 comments

Numa entrevista de emprego, a psicóloga questionava-me de olhos presos no meu CV lendo-o, claramente, pela primeira vez. Uma entrevista que tinha tudo de improviso e pouco de proveitoso para qualquer uma das partes.

Psicóloga – Muito bem. Explique-me lá o que é que é aprendem lá na Engenharia Electro… Electrotcnina… Electroték… Esta coisa?

Eu – Bom. Primeiro? Aprendemos a ler.

Psicóloga – (Silêncio e olhos ameaçadores que se levantam do papel.)

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

15/05/2009 às 01:32

4 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Tu disseste mesmo isso? =)

    cristina

    15/05/2009 at 15:50

  2. Oh God! Esta era pior do que imaginava… eheh 😀
    Boa resposta 😀

    Tralhas

    17/08/2009 at 19:26


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s