as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

a minha vida dava um jingle. #12

leave a comment »

Nem sempre se pode ter tudo. Demoramos a aceitá-lo, e ainda bem.

Peço um tempo: uma pequena paragem para pensar e perceber porque é que nos venderam a vida assim. Invoco, eu que até fujo dos anglicismos, um “slow motion”. Não fujo à regra e acredito que se a nossa vida fosse narrada em filme, tudo nela era mais aceitável e justificável.

Escuto os coros e percebo – nesse tom simples e pouco paternal que a música consegue ter – a linguagem universal de uma vida, que não cruzando os braços nem desistindo, é feita à desgarrada.

[ “You can’t always get what you want”, por The Rolling Stones ]

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

21/04/2009 às 16:50

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s