as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

billy corgan, o ego complicado.

with 3 comments

«Jimmy Chamberlin, baterista da banda, deixou os Smashing Pumpkins. Billy Corgan é agora único membro original do grupo – mas não vai parar.», via Blitz.

Billy Corgan, líder dos Smashing Pumpkins.

Billy Corgan, líder dos Smashing Pumpkins.

Depois de um fim anunciado e melodramático num pós-“Machina”, cuja responsabilidade se atribui na totalidade a Billy, os Smashing Pumpkins reúniram-se (com, apenas, dois membros da formação original: Billy Corgan e o baterista Jimmy Chamberlin) para o álbum “Zeitgeist” que dividiu os fãs.

Billy Corgan andou, nos últimos tempos, a afirmar que era o último álbum da banda em suporte físico e, na realidade, em 2008 lançou na Internet o EP “American Ghotic” – onde toca todos os instrumentos à excepção da bateria. Com quase 20 anos sobre o lançamento do primeiro álbum dos Smashing Pumpkins e, depois de todos terem sido afugentados de um dos marcos do rock e do grunge nos anos 90, os contornos de um futuro para esta banda, que é para mim, ainda, marcante, surgem cada vez mais esbatidos e em traços escuros.

Recordo o videoclip com a formação original que, há mais de 10 anos, via repetidas vezes com amigos, na biblioteca da Escola onde terminávamos o 9º. ano.

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

23/03/2009 às 20:03

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Pedro Potter

    24/03/2009 at 20:09

  2. 😦

    Carlos

    05/04/2009 at 16:03


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s