as horas extraordinárias

«bem fiz em ter por necessárias as horas extraordinárias.», sérgio godinho

a minha vida dava um jingle. #03

leave a comment »

A porta batida com força e sem olhar para trás. Dois cigarros fumados à pressa e uma vontade lamechas de correr contra uma chuva que não cai.

Um amor egoísta e uma vontade de sobrevoar o próprio funeral para ouvir o que outros deixaram por dizer . Vontade que, finalmente, deixa apenas lugar à raiva absurda a que, também, se chama viver e amar.

«O nosso amor é um combate,

O chão que pisas sou eu.»

[ “Amor Combate”, por Linda Martini ]

Anúncios

Written by Cláudio Vieira Alves

02/03/2009 às 22:30

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s